Bem Vindo - Namastê - Welcome - Bienvenido - Benvenuto - Accueil - Wilkommen - Bonvenon - 欢迎 - 歓迎 - Kaabo!

terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

Vida a dois...

Imagem relacionada



A melhor coisa que um casal pode fazer um pelo outro é... 
Cada um cuidar de si!!!
Eu me Cuido... Você se cuida...
Nós nos cuidamos!
Eu me amo... Você se ama...
Nós nos amamos!
Eu sou feliz... Você é feliz...
Nós somos felizes!
Eu cresço... Você cresce...
Nós crescemos!
Eu sou... Você é...
Juntos somos...
Em tempos que um jogar a responsabilidade nas costas do outro tem sido mais comum.
Que absorver a vida, os amigos a independência é usual... Se escorar, jogando o peso da sua vida nos ombros do outro é tratado como prova de confiança... Sem falar na pior de todas as maldades, executada com requintes de crueldade, e tida como prova de amor... Que é aquela bendita sentença do: "Só você me faz feliz" ou "Só serei feliz ao seu lado!" 
Hei!!! 
Ser feliz é responsabilidade sua! Ou seja de cada um!!!
Esta história de uma só carne tem sido mal interpretada, e levada bem ao pé da letra!
Somar é melhor do que se escorar sempre!
Quando ocorre este equilíbrio tudo fica mais leve e mais suportável, os espaços são respeitados, então tudo avança inclusive o amor!

Tudo



Um dia percebemos que tudo é incerto em nós...
Que nada é estático 
Nada é fixo

Que carregamos de tudo um pouco, ou muito 
Que somos o que apontamos
Que somos o que amamos e também o que repelimos 
Que somos certos e errados
Que estamos tanto em cima, quanto em baixo
Que somos Anjos e também Demônios
Somos raiva, e amor
Somos fúria, e mansidão
Somos sombra, e luz
Somos desejo, e desinteresse
Somos realidade, e ilusão
Somos belos, e grotescos
Somos educados, e ignorantes
Somos masculinos, e femininos
Somos acolhimento, e exclusão
Somos alegria, e tristeza
Somos frieza, e emoção
Somos o que aprovamos e o que condenamos
Somos tudo aquilo que vemos, e mais ainda o que não enxergamos
Somos tudo, e somos nada

E neste tempero cósmico a única coisa certa é que somos mudança, e a verdade absoluta, 
é que Somos uma alma que habita um corpo.

Seja leve



Seja um pouco mais leve, e positivo 
na vida das pessoas que convivem com você!

Isso é o "mínimo" que podemos fazer, 

quando convivemos em coletivo!

Viver já exige muito de nós, 
agora imagine conviver com que se coloca como um peso!!!

Reclama, reclama, reclama, não contribui no ambiente, 
nem com boas palavras...

Está sempre impondo suas vontades, opiniões e descontentamentos... 
Apontando problemas e defeitos...


Com as famosas síndromes do: 

- Nasci assim, cresci assim, vou morrer assim 
- comigo é deste jeito 
- vai ter que me engolir 
- bateu levou 
- não tô nem aí para ninguém, porque ninguém está nem ai para mim 
- sou assim mesmo e pronto!

E tantas outras falas, que só expressam rigidez mental e comportamental... 

CUIDADO com isso!!! 

Uma hora vão ficar literalmente sozinhos!
Flexibilidade e gentileza são amigas da vida e da sorte, 

enquanto que rigidez e amargor são parceiras fieis da solidão e da morte!







Criar as Crias



"Não criamos filhos para nós!!!"
É bom que a gente compreenda bem isso. 
E se não for de forma consciente (o que não garante conforto, porém ajuda bastante no processo), será de forma vivencial (acredite, será imprevisível, 
incontrolável e bem mais sofrido).

Dentro da minha experiencia de mãe, iniciei de forma vivencial e continuo evoluindo de forma consciente. 
Acho que na maioria das vezes acontece assim... 
E em fatídicas vezes a consciência nunca floresce.

Educar é bem diferente de criar... 

Criar é fácil... 
Você alimenta, dá abrigo, carinho e vai deixando a vida seguir ao sabor das demandas internas e externas, cede a tudo para reduzir o conflito e evitar estresse, adapta a "cria" a sua necessidade, compensa suas faltas fazendo-lhe as vontades, mantém eles sempre as suas vistas, 
até porque sendo assim dá menos trabalho... 

Educar é transmitir valores! Aí sim começa um desafio continuo! 
Afinal você terá que ter muita paciência, disposição, 
disciplina, amor, e ser de fato uma referencia positiva para esta cria. 
Não existe um manual ou uma receita pronta.
Transmitir valores é se conectar com o outro, e juntos construir uma relação que promova um fortalecimento e vivificação de princípios, é colocar em ação
atitudes que irão reverberar para o resto da vida. 
E isso requer muito empenho e amor!!!

Cada um faz o melhor que pode na criação dos filhos, mas existe sempre um pouco mais a ser feito, principalmente quando falamos 
em compreender que nossos filhos nos foram confiados, 
mas não são propriedades nossas. 

Que aceitemos ou não, uma hora a vida os chama, 
e aí toda base que o transmitimos será posta a prova.
Precisamos entender que, se conectar com eles é muito importante, que não somos os donos da verdade. 
Que este tipo de pensamento enfraquece nossos filhos.
Eles não são nossas réplicas.

Precisam viver suas próprias experiencias e tem muito a nos ensinar. 
Quando nasce um filho, nasce também um pai e uma mãe 
e todos que estão a sua volta. 
E neste mundo a única coisa absoluta é o amor, 
todo o resto estará em pleno movimento e mutação.



Se buscamos criar com autonomia, responsabilidade pelas suas ações, bom senso de consciência sobre a vida comunidade, respeito e amor, 
poderemos ter um pouco mais de tranquilidade quando este momento chegar. 

Precisamos preparar nossos filhos para a vida, e para viver de acordo com um mundo onde existem várias pessoas, 
um lugar onde ele tem direitos e também deveres.

Ajude-o a entender que é saudável e bom:

- Ajudar nas tarefas de casa, ou no ambiente onde ele estiver;

- Ajudar uma pessoa próxima ou não;

- Ter responsabilidade pelos seus atos;

- Que é necessário e fundamental ter respeito ao direito, sentimentos, opiniões, orientação, religião, time, partido politico e escolhas dos outros, entender que cada um tem o direito de ser respeitado em suas particularidades, 
e agir assim é positivo e trará menos frustração, 
do que lutar contra eles e querer impor sua opinião;

- Que nenhum esteriótipo define uma pessoa e seu caráter, 
existem outros contextos relacionados a isso, mas 
 ele só descobrirá se não tiver conceitos pré concebidos sobre ela;

- Que ele tenha consciência sobre quem é, que aprenda a se aceitar, se valorizar e se amar assim mesmo, que trabalhar o caráter e a formação são importantes para a vida;

- E que humildade é fundamental;

- Fazer com que ele entenda que CUIDAR  ou pelo menos  CONTRIBUIR com o que é necessário para os cuidados consigo mesmo (como: cuidados de higiene, preparar uma refeição, lavar, arrumar a própria roupa, arrumar a própria bagunça, consertar coisas, administrar os recursos, saber circular e resolver coisas na rua), o tornam muito mais independentes 
e dão mais autonomia do que apenas ganhar 
dinheiro (que na maioria das vezes é muito mais valorizado!);

- Que ser gentil e tratar os outros de forma digna e educada é  fundamental, e é importante para seu crescimento pessoal, como dizia já dizia o adagio popular: gentileza gera gentileza!;

- Que avisar (quando sair), à aqueles se preocupam contigo é ato de amor e nos dias atuais... Uma importante precaução;

- Que ele aprenda a lidar com o NÃO, com FRUSTRAÇÕES, com PERDAS, e entenda que estes altos e baixos fazem parte da vida, 
e não diminuem todas as outras coisas legais que vivenciou;

- Que não ser plateia, nem propagar  a desgraça alheia, 
é um verdadeiro ato de fé;

- Que a generosidade é pró ativa e livre, e ocorre sem cobranças;

- Que amor sem atos não vale nada;

- Que ele aprenda a repartir e compartilhar de forma natural, sem sofrimento; 

- Que é perda de energia, valorizar comentários maledicentes, e principalmente fazer; 

- Que ele aprenda a ver a vida como benigna, 
e ele valorize as soluções muito mais que os problemas;

- Que ele se sinta confortável no exercício da fé, e tenha amparo sobre o seu  verdadeiro sentido, independente das religiões;

- Que cada um ama como  pode, não como o outro quer;

- Que ele veja o pai e a mãe como aliados, com respeito e amor, 
mas sem receios e medos;

- Que ele valorize a natureza, os animais, o alimento, 
o corpo, a alma, os bons sentimentos;

- Que ele aprenda de forma intensa a ser grato, e valorizar tudo que é possível; 

- Que a vida é muito mais do que possuir bens... Ela é rica em experiencias e sensações vivenciadas em lugares, com pessoas, em momentos que o tempo não consome...

Enfim uma frase de Jaqueline Kennedy resume muito bem tudo isso...
" Não importa o que você fez na sua vida... O quão bem sucedido você é... 
Se você fracassou na educação dos seus filhos... Nada terá valor!"

Boas escolas não garantem pessoas de valor, 
mas responsáveis conscientes do seu papel, ativos e amorosos sim.


Depois não adianta vir com aquela história de: deixar um 
"mundo melhor para os filhos" 
Pois se eles não compreenderem o sentido de viver neste mundo, 
isso não fará a menor diferença.